Tema central

Mobilizações estudantis na Venezuela Do carisma de Chávez ao conflito em redes

A onda de protestos estudantis iniciada na Venezuela em fevereiro de 2014 oferece continuidades e rupturas em relação à tradição movimentista do país. A principal novidade foi a emergência de um conflito altamente descentralizado e em rede, como consequência da ausência da liderança carismática de Hugo Chávez, a crise de representação no setor opositor e o uso intensivo de redes sociais ante o avanço da hegemonia comunicacional bolivariana. O contexto dos protestos foi a crise econômica e a comoção ocasionada pelo assassinato de uma atriz de novelas, que foi o estopim do mal-estar pela situação de insegurança vivida no país.

Mobilizações estudantis na Venezuela / Do carisma de Chávez ao conflito em redes